Aguarde! Carregando...
X

Mercado do Cacau

RESUMO DA SEMANA 27/11 A 01/12/17

Diante de cenário duvidoso, mercado enfraquece e interrompe perspectiva de ver NY retomar os níveis acima us$2.200 / ton, em curto prazo.

Na África, permanecem firmes as especulações sobre a evolução positiva da nova safra. A confirmação do crescimento das movimentações no porto de são Pedro, em relação ao mesmo período do ano anterior, também foram determinantes na redução do interesse comprador nas bolsas. Notícias comentam que a ICCO (organização internacional do cacau), reduziu o superávit da última temporada para 335 mil toneladas, abaixo das 371 mil anunciadas anteriormente. Por outro lado, as moagens, continuam crescendo em ritmo acelerado, influenciando diretamente na manutenção dos valores atuais, remunerados nas bolsas. A máxima registrada na semana atingiu us$2,113 e mínima de us$2,013 / ton.  O cenário estável provavelmente deverá se manter durante as próximas sessões, indicando o indicie NY março /18, oscilando próximo de us$100 / ton acima e abaixo.   

Na Bahia aconteceu o III Fórum de prevenção a Monilíase. Promovido pela CEPLAC o evento contou com a presença maciça de produtores regionais e interessados. O destaque ficou por conta da presença dos principais executivos das indústrias processadoras. Na oportunidade, mostraram-se bastante comprometidos em trabalhar preventivamente contra a entrada da doença, nas plantações de cacau brasileiro.  

As chuvas que eram esperadas para essa semana, não chegaram, porém, o nível médio de umidade do solo nas zonas produtoras de cacau na Bahia, apresenta-se mais elevados que em anos anteriores.

No Pará, lavouras localizadas nas principais áreas de produção do estado, mostram-se com floração intensa e boa presença de bilros.  Segundo analistas, a safra temporã, poderá estar muito acima da média dos últimos 03 anos, devendo ocorrer entradas significativas antes de maio/18.

As entradas de cacau nas indústrias processadoras de Ilhéus, permanecem muito aquém do esperado, podendo manter a expectativa de menores volumes para as próximas semanas. Os diferenciais pagos atualmente aos produtores e comerciantes, atingiram níveis equivalentes aos praticados no mesmo período do ano anterior, possibilitando ainda sofrer correções positivas durante as próximas semanas.   

Os preços pagos durante a semana ao produtor na Bahia, oscilaram entre R$113,00 / R$115,00

Informações: mercadodocacau.com

Deixe seu Comentário em RESUMO DA SEMANA 27/11 A 01/12/17:

Sua participação é muito importante para nós!

Análises de Mercado Relacionadas

  • 02 SET

Mesmos sofrendo pressões especulativas por liquidações, as bolsas resistem e buscam recuperaração. Depois de uma recuperação expressiva desde os meados de...

  • 27 JUL

Cenário positivo de abastecimento faz desabar simultaneamente bolsas e diferenciais internos. Coincidentemente as entradas internas e nas outras origens ao...

  • 20 JUL

Apesar dos números surpreendentes nas moagens mercado permanece em incertezas. Os excelentes resultados das moagens mundiais não tiveram força para...

  • 13 JUL

Diferenciais internos despencam 180% em 45 dias e preços pagos ao produtor recuaram no Brasil. Ainda em estado de choque,...

Últimas Atualizações

Últimas Atualizações

Destaques

Destaques