Aguarde! Carregando...
X

Mercado do Cacau

RESUMO DA SEMANA DE 01 a 05/01/18

Encerrado 2017, mercado NY deixa sinais evidentes em manter a tendência estável, podendo virar os próximos dias abaixo de us$2.000/ton.  

Passado nosso recesso, tomamamos como referencia às ultimas semanas do ano anterior, verificamos poucas mudanças de cenário nas bolsas. Em clima de otimismo, as entradas nos portos da costa do marfim, cresceram em torno de 7% entre outubro e dezembro, comparados  com o mesmo período em 2016.  Em Gana e Nigéria o clima apresenta sinais de inconsistência, com muito calor e indícios da chegada dos ventos quentes, o Harmattan.

Circulam também noticia, relatando que Nestlé mostrou intenção de desfazer o negócio de chocolates para o mercado americano. Por outro lado a Hershey´s anunciou ampliar a produção por conta de um programa de inserção do chocolate na merenda escolar nas escolas públicas americanas.

Analisando os fatos acima, podemos entender melhor, as razões para  a motivação de extrema volatilidade no mercado, observados nos últimos dias. Alguns analistas apontam números conservadores para o futuro próximo, porem, há de considerar que ainda existe muita água pra rolar com relação ao numero final da safra mundial corrente. Enquanto não houver definições mais claras, diante do cenário da safra africana, os indicies nas bolsas, deverão manter o quadro de instabilidade, seguindo a tendência atual. NY Março encerrou a semana a us$1,893 / ton.                                             

Passadas as especulações por conta da votação da reforma da previdência ao final de 2017, o cambio retomou a calmaria, operando dentro da média dos últimos meses. Fechou a semana a R$3,23. Números que circulam atualmente, mostrando sinais de crescimento na economia nacional, poderão acalmar ainda mais esses níveis. 

Apesar das ultimas entradas do ano mostrarem sinais de elevação, a safra brasileira apresenta vestígios claros de finalização. Mais uma vez ressaltamos a disputa acirrada por amêndoas entre as indústrias processadoras locais. Durante a semana chegaram a histórica marca de +us$530 / tons de prêmio ou diferencial sobre a bolsa NY, isso para o comercio entre empresas. Esse cenário, certamente deverá perdurar enquanto existirem lotes significativos para compra. Em contrapartida, as chegadas do cacau importado de Gana em frações, ajudarão a equilibrar os diferenciais pagos no mercado interno. 

Até o momento, a nova safra temporã vem se desenhando em aspecto bastante animador. Destaque para as fazendas onde os tratos culturais, são realizados com regularidade. Apesar do forte calor e temperaturas acima da média, chuvas em abundancia deverão surgir nos próximos dias, conforme previsões da meteorologia. Outro aspecto positivo refere-se aos solos das diversas regiões da Bahia, onde pode-se verificar níveis de umidade satisfatórios para o desenvolvimento dos frutos em arvores. Esse fato, esta relacionado com a normalidade dos indicies pluviométricos, observados em meses anteriores. 

FELIZ ANO NOVO A TODOS.

 

Bahia: Preços pagos ao produtor na semana oscilaram entre R$108,00 / R$110,00

Informações: mercadodocacau.com

Deixe seu Comentário em RESUMO DA SEMANA DE 01 a 05/01/18:

Sua participação é muito importante para nós!

Análises de Mercado Relacionadas

  • 19 JAN

Notícias de moagens movimentaram bolsas, porem prevalecem as duvidas quanto aos estoques e volumes de safras mundiais. Como previstos, os números...

  • 12 JAN

Previsões positivas de elevação do consumo poderão potencializam as bolsas e mercado deve gerar ganhos nos próximos dias. Grandes expectativas giram...

  • 15 DEZ

Notícias de excedente da nova safra mundial começam a circular, estimulam ampliar as vendas nas bolsas e mercado perde força....

  • 08 DEZ

Bolsas enfrentam onda de liquidações em massa e cacau perde mais de 8% na semana em NY e Londres. Uma semana...

Últimas Atualizações

Últimas Atualizações

Destaques

Destaques