Aguarde! Carregando...
X

Mercado do Cacau

RESUMO DA SEMANA DE 02 a 06/04/18

Diante de cenário duvidoso mercado NY declina 8,3% na semana e fundos permanecem realizando as posições compradas.

Movimentos acelerados em ambos os sentidos, confirmaram a tendência volatilidade nas bolsas. As previsões que chegam de todos os lados estabeleceram um verdadeiro clima de incertezas para o fechamento do numero final da safra mundial 17/18. Enquanto alguns relatórios apontaram um quantitativo inferior e ressaltam que os estoques mundiais de cacau serão deficitários, outros afirmam que fecharemos o ciclo apresentando um superávit. Essa suposição de um possível excedente partiu do relatório do Marex Spectrum, divulgado durante a semana. Conforme a análise a produção global 17/18, apresentara margem de sobras de 41 mil toneladas. Ressaltam também, que a safra principal africana poderá surpreender em bons volumes. Além disso, reportam um considerável acréscimo de 3,4% nas moagens mundiais, estimadas em 4,396 mi de toneladas. Nesse cenário de crescimento, destacamos o bloco asiático que poderá ampliar o volume de processamento em até 18%, conforme previsto por ICCO – Internacional Cocoa Organization. Importante lembrar que as tensões comerciais entre a China e os EUA, poderão influenciar negativamente no sentido de poder minimizar as previsões otimistas.

O mercado Ny oscilou durante a semana entre us $ 2,442 e us$2,647 e fechou a us $2,451 / ton

O Pará continua sendo o grande destaque para o novo temporão 18/19. Técnicos locais afirmam que a nova colheita de cacau será surpreendente, superando todas as expectativas levantadas. Comenta-se que o crescimento será de mais de 40% comparados com a safra anterior.  A fartura paraense atraiu os olhos de grandes empresários baianos que atuam na comercialização de cacau que estiveram durante a semana na região de Altamira / Transamazonica, visitando as lavouras e prospectando negócios locais.

Notícias otimistas também chegam do Espírito Santo e apresentam números bastante animadores. Na Bahia, de modo geral as lavouras mostram-se em excelente aspecto vegetativo e frutificação superior a período anterior.

Analistas do setor apostam em incremento médio nacional em torno de 30% em relação ao temporão 17/18.

Produtores de cacau Bahia permanecem unidos no sentido de eleger integrantes da classe produtora local. Durante a semana, aconteceu uma nova reunião para apresentação do planejamento estratégico de campanha e seleção dos candidatos. O movimento cresce acentuadamente e esta sendo apoiado por todos os segmentos locais ligados ao setor.  

Na Bahia os preços pagos ao produtor em arrobas oscilaram entre R$145,00 e R$152,00

Informações: mercadodocacau

 

Deixe seu Comentário em RESUMO DA SEMANA DE 02 a 06/04/18:

Sua participação é muito importante para nós!

Análises de Mercado Relacionadas

  • 27 JUL

Cenário positivo de abastecimento faz desabar simultaneamente bolsas e diferenciais internos. Coincidentemente as entradas internas e nas outras origens ao...

  • 20 JUL

Apesar dos números surpreendentes nas moagens mercado permanece em incertezas. Os excelentes resultados das moagens mundiais não tiveram força para...

  • 13 JUL

Diferenciais internos despencam 180% em 45 dias e preços pagos ao produtor recuaram no Brasil. Ainda em estado de choque,...

Últimas Atualizações

Últimas Atualizações

Destaques

Destaques