Aguarde! Carregando...
X

Mercado do Cacau

RESUMO DA SEMANA DE 09 a 13/04/18

Moagens mundiais de cacau apresentam desempenho acima do esperado e estabelecem suporte para os níveis atuais praticados nas bolsas.

Os números de processamento divulgados na semana, mantiveram o clima de otimismo que se estabeleceu no mercado de cacau, desde o início do ano. Na Ásia, como previsto por muitos, se elevou 8,2% no Q1 18 frente a Q1 17 e vem se consolidando como o mais atraente para os investidores do setor. O crescimento do desempenho de demanda asiática, apesenta indicies significativamente superiores aos outros mercados consumidores. Vários traders apontam que muito em breve, estas informações deverão consolidar-se em tendência firme para provocar ainda maiores movimentos compradores nas bolsas.

Na Europa, os volumes de moagens cresceram 3,4% no primeiro trimestre em relação ao mesmo período de 2017, considerada a maior dos últimos seis anos. Nos EUA o registro de aumento foi menor, porém positivo em 1,4%.

Outro registro animador reside nas vendas de derivados de cacau. A Nielsen, maior empresa de pesquisa do mercado de alimentos do mundo, divulgou um crescimento de 2,5% entre agosto 17 e janeiro18. A gigante Barry Callebaut, apontou uma elevação de 8% no período mencionado. Estima-se que o setor deverá crescer 2% esse ano

Chuvas em baixa intensidade continuam mantendo o clima de incertezas para prever os números da colheita africana.   A safra principal de cacau começa a ser colhida em maio. Embora vários analistas acreditem em uma pequena queda, alguns pesquisadores de campo contrariam essas afirmações.  “As chuvas que caem no momento, são insuficientes e os números poderão estar próximos 15% abaixo da ultima temporada”, relatou um funcionário de campo de uma multinacional em Gana em conversa com mercadodocacau.

Na próxima semana as bolsas passarão a operar como referência a base Julho 18. NY ice Jul 18 fechou a semana a US $2576 / ton.

As indústrias locais permanecem remunerando prêmios sobre NY acima da média dos últimos anos, para produtores e comerciantes. Embora as entradas comecem a emitir sinais de crescimento, ainda pode-se notar um quadro evidente de disputa acirrada por aquisição de amêndoas nacionais, entre eles. Os níveis praticados estiveram entre US $550 ao produtor e US $700 para intermediários. À medida que as colheitas da safra temporã se intensificar, os diferenciais deverão ser gradativamente reduzidos.

 

Na Bahia os preços pagos ao produtor em arrobas oscilaram entre R$150,00 e R$155,00

Informações: mercadodocacau

 

Deixe seu Comentário em RESUMO DA SEMANA DE 09 a 13/04/18:

Sua participação é muito importante para nós!

Análises de Mercado Relacionadas

  • 02 SET

Mesmos sofrendo pressões especulativas por liquidações, as bolsas resistem e buscam recuperaração. Depois de uma recuperação expressiva desde os meados de...

  • 27 JUL

Cenário positivo de abastecimento faz desabar simultaneamente bolsas e diferenciais internos. Coincidentemente as entradas internas e nas outras origens ao...

  • 20 JUL

Apesar dos números surpreendentes nas moagens mercado permanece em incertezas. Os excelentes resultados das moagens mundiais não tiveram força para...

  • 13 JUL

Diferenciais internos despencam 180% em 45 dias e preços pagos ao produtor recuaram no Brasil. Ainda em estado de choque,...

Últimas Atualizações

Últimas Atualizações

Destaques

Destaques