Aguarde! Carregando...
X

Mercado do Cacau

Caminho para felicidade tem sabor de chocolate

Caminho para felicidade tem sabor de chocolate

Por Cristina Tomás*

No último Relatório Mundial sobre Felicidade publicado pela Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (2017), Portugal ocupa a 89ª posição entre 155 países escrutinados.
Como é que é possível que o nosso país seja o quarto menos feliz da Europa? Claro que isto só se explica porque os critérios são baseados no PIB per capita, no apoio social, na esperança de vida, na liberdade de tomar decisões, na generosidade e na percepção de corrupção.
Então, se variáveis como o clima de tranquilidade em que vivemos, as condições climatéricas, o fato de Portugal estar plantado à beira-mar não são determinantes para definir o nosso estado de espírito, o que podemos nós fazer para sermos mais felizes?
Vamos olhar para o exemplo dos dinamarqueses, que se encontram nos lugares de topo desta tabela. São um dos povos mais felizes e, também, dos mais bem-comportados do planeta. A sua forma de estar na vida tem vindo a encantar o mundo. São, portanto, uma inspiração, um exemplo a seguir em plenitude, com o empírico e sempre com o racional.
Trata-se de um povo que promove sensações de tranquilidade, seja através de velas acesas, de lençóis brancos lavados e um bom livro, seja com a família e amigos à volta da mesa, mas sem nunca esquecer o chocolate. Sempre presente e consumido com moderação (cerca de 6kg/ano). Aliás, os dinamarqueses são mestres em moderação, o que é perfeito para a vida, para a saúde e, claramente, para o coração.
Recentemente foram publicadas as conclusões de um estudo realizado a mais de 55 mil dinamarqueses, entre os 50 e os 64 anos, acerca do consumo que faziam de chocolate, bem como sobre o risco de doenças cardíacas e os estilos de vida. Deduziu-se que o consumo regular de chocolate pode baixar o risco de arritmias cardíacas.
O consumo do chocolate, em especial o negro, é habitualmente associado a recuperações de diferentes doenças do coração. Assim, a intenção deste estudo foi perceber se esta associação também acontece no caso da arritmia.
A fibrilação atrial é um tipo comum de arritmia cardíaca, no qual o ritmo dos batimentos cardíacos é, em geral, rápido e irregular. De acordo com as informações deste estudo, a fibrilação atrial afeta um número superior a 33 milhões de pessoas em todo o mundo, o que significa que uma em cada quatro pessoas adultas pode desenvolver em algum momento da sua vida. Elizabeth Mostofsky, da Harvard T. H. Chan School of Public Health e do Beth Israel Deaconess Medical Center em Boston, a autora responsável por este estudo, garante que um consumo moderado de chocolate é uma escolha saudável para um lanche.
Mas este estudo não é único. São várias as investigações em torno do chocolate e dos seus benefícios para a saúde. São apontados contributos para o cérebro (aumento da circulação sanguínea, aumento da atenção…), para o coração (redução da tensão arterial), bem como o aumento de energia e um melhor estado de espírito.
Por tudo isto e muito mais, segue um desafio a todos os portugueses: Vamos ser felizes? Um quadradinho de chocolate negro por dia… não sabe o bem que lhe fazia… (mas com moderação).
* Sales Manager da Lacasa Portugal e membro da Associação dos Industriais de Chocolates e Confeitaria (Achoc).
Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe seu comentário para Caminho para felicidade tem sabor de chocolate

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR ESTE POST! Deixe agora o Seu Comentário :)
Avalie Este Conteúdo: 1 2 3 4 5
[Aguarde, Buscando Dados!]
Notícias Relacionadas

Publicidade

Vídeos

Vídeos